O Clima e Suas Especificidades: a Influência
no Consumo Energético de Edifícios Urbanos
residenciais

Nome: Layra Ramos Lugão
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 30/08/2021
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Cristina Engel de Alvarez Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Cristina Engel de Alvarez Orientador
Edna Aparecida Nico Rodrigues Examinador Interno
Luciana Aparecida Netto de Jesus Examinador Externo

Resumo: O acelerado processo de urbanização configurou o atual panorama das cidades, que
as tornaram vulneráveis aos fenômenos climáticos. A ilha de calor urbana indica
temperaturas elevadas nessas regiões, podendo se agravar perante às projeções de
mudanças climáticas globais. Estando as edificações situadas predominantemente no
meio urbano, há um conjunto de efeitos climáticos locais interagindo sobre as suas
condições energéticas. Neste sentido, estudos recentes apontam a ascensão da
demanda de energia para o resfriamento, especialmente em ambientes residenciais.
Esse consumo gera a liberação de calor nas cidades, confirmando a inter-relação
entre parâmetros edilícios e urbanos. A tendência de análises integradas tem
incentivado a abordagem da escala urbana, como a modelagem energética de
edifícios urbanos. Diante do exposto, o objetivo principal da pesquisa foi analisar a
influência do contexto urbano no consumo energético por resfriamento de edificações
residenciais face aos fenômenos de ilha de calor e mudanças climáticas, visando o
estabelecimento de proposições voltadas para a eficiência energética do ambiente
construído. A metodologia adotada foi fundamentada em simulações de modelos
genéricos urbanos, configurados para diferentes combinações de índices urbanísticos
condizentes com as formas intraurbanas da cidade de Vitória (ES). A fim de otimizar
o processo de simulação computacional, a principal ferramenta utilizada foi o
Grasshopper, no qual os cenários urbanos foram parametrizados com base em
índices urbanísticos, que determinaram, também, a edificação principal analisada.
Após a configuração geral, o arquivo climático foi projetado para os anos 2050 e 2080
com a ferramenta Climate Change World Weather File Generator e, posteriormente,
modificado para a consideração da ilha de calor urbana por meio do componente
Urban Weather Generator. A análise dos resultados demonstrou a variação de
influência de elementos do contexto urbano no desempenho da edificação residencial,
com destaque para o incremento de até 23,40% no consumo energético de
resfriamento por área condicionada ocasionado pelos fenômenos climáticos.
Ademais, observou-se a significativa redução proporcionada pelo sombreamento do
entorno e a importância da envoltória eficiente e da associação entre parâmetros
externos adequados para amenização dos efeitos adversos na edificação. Assim
sendo, a incorporação do contexto urbano com as mudanças no clima nas simulações
de desempenho energético pode proporcionar dados mais precisos para a elaboração
de estratégias coerentes à escala local.

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910