Urbanismo Comum: limites e possibilidades

Resumo: Após a resolução da problemática da compatibilidade ou da incompatibilidade entre urbanismo e comum, dos levantamentos dos termos de abordagem desse problema: Estado, território, sociedade civil, governo política, democracia, interesse público, interesse comum, local, o passo seguinte será aprofundar estudos sobre os produtores do comum e do local como lócus das resistências e da democracia (no bairro, na cidade e no município). Continuaremos os estudos sobre as lutas pelo comum, sobre as formas de provisão do comum – estabelecendo uma das vias as resistências em torno dos conflitos socioambientais e a outra via nas lutas pelo espaço público e pela manifestação da liberdade de expressão do pensamento no espaço público no tópico: “O que torna possível criar a praça?”. Visamos aprofundar a pesquisa sobre os limites e possibilidades sobre possíveis bases legais do comum e sobre os “Problemas entre o direito (brasileiro) e o comum”. Os estudos mantêm-se bibliográficos, heurísticos, maiêuticos, incluindo nesse estágio, metodologias etnográficas e cartográficas. A finalidade é acompanhar e registrar as realizações e/ou os processos de produção de pessoas comuns (os commoners), promovendo o comum (commoning), produzindo novas vivências, novas experiências, novas sociabilidades e novos afetos na prática.

Data de início: 2016-05-20
Prazo (meses): 27

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Aluno Mestrado Raphael Henrique Ferreira Potratz
Aluno Mestrado João Luiz Paste
Aluno Mestrado Ana Carolina Gonçalves Nogueira
Aluno Mestrado Luiz Gustavo Gabler
Coordenador Clara Luiza Miranda
Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910