Experiências educacionais liberais no período de ditadura militar no Brasil

Resumo: Resumo: Esse estudo tem como objetivo o exame de duas experiências educacionais na área de Arquitetura e Urbanismo, para o treinamento de profissionais nos anos de 1960 orientadas por ideologias de caráter mais liberal. Inclui a produção de documentação acerca do Curso de Mestrado da Universidade de Brasília iniciado em 1961 e interrompido em 1964. Trata ainda de avaliar essa experiência vis-à-vis àquela do Curso de Pós-Graduação em Metodologia e Projetos de Desenvolvimento Urbano (CEMUAM) iniciado em 1965 e ministrado pelo Instituto Brasileiro de Administração Municipal (IBAM), no Rio de Janeiro, que vai resistir a todo o período de exceção do regime militar e sobreviver até o ano de 1988, objeto de pesquisa anterior. Utiliza documentação original acerca de ambas as experiências obtidas nas respectivas instituições que inclui documentos internos, trabalhos produzidos e depoimentos de pessoas envolvidas, dentre outras fontes. O exame dessas experiências, uma mais orientada às atividades da formação acadêmica e a outra de caráter mais pragmático e utilitário, vai demonstrar que a segunda consegue resistir à ideologia prevalente no período de exceção, iniciado no País em 1964, enquanto a outra vai resultar em perseguição de seus professores e a experiência vai ser inviabilizada pelo regime que se instala.
Palavras chave: História Urbana, História da Cidade, Experiências Educacionais, Planejamento Urbano, Pós-Graduação, Ditadura Militar.

Data de início: 2014-06-01
Prazo (meses): 36

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Coordenador José Francisco Bernardino Freitas
Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910