Desempenho térmico e lumínico em edificações residenciais multifamiliares

Resumo: O setor residencial é responsável por aproximadamente 9,7% do total de energia consumida no Brasil, havendo necessidade de diversas ações e propostas para a otimização do desempenho térmico. Diversas ações são resultantes de pesquisas específicas, na tentativa de propor soluções relacionadas às diretrizes projetuais e às tecnologias voltadas para os componentes da edificação, visto serem estes dois, os principais requisitos a obtenção de desempenho desejável. Ressalta-se que as alterações ocorridas no setor da construção civil e nos processos que envolvem o habitat humano são fatores que incidem na qualidade de vida do homem. Bem como, o processo de escolha por materiais e componentes que priorizem o menor consumo de energia e um melhor desempenho de suas funções são atitudes responsáveis, que devem culminar em soluções projetuais que favoreçam a adoção de estratégias, de acordo com as potencialidades de cada região. Nas últimas décadas, em decorrência da utilização de estratégias inadequadas de projeto, as janelas foram componentes responsáveis por alterações significativas nas características microclimáticas dos ambientes, não estando coerentes com as condições climáticas do sítio. O objetivo geral será investigar e sistematizar o desempenho e conforto térmico e lumínico de ambientes ventilados e iluminados naturalmente, com o uso de modelos de janelas, para regiões de clima tropical. Serão efetuadas simulações de ambientes ventilados e iluminados naturalmente pontuando as possíveis divergências entre as normas de desempenho e os códigos de obras. Os procedimentos serão dois: pesquisas na base do portal periódicos Capes, sobre a produção científica relacionada ao desempenho e conforto térmico e lumínico, regulamento e normas brasileiras de desempenho e eficiência energética; e simulações com softwares específicos. Os principais produtos previstos decorrentes das pesquisas serão: quadros comparativos de desempenho e conforto térmico e lumínico para os modelos de janelas, considerando os percentuais de abertura para ventilação e iluminação natural.

Data de início: 2020-08-01
Prazo (meses): 24

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Aluno Mestrado Ariane Louzada Sasso Ferrão
Aluno Mestrado Maida Passamai Baldotto
Aluno Mestrado Daniella Galavotti Bezerra
Aluno Mestrado Bianca Valadares Ghidetti
Colaborador Cristina Engel de Alvarez

Páginas

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910