ALGORITMOS EVOLUTIVOS NA DEFINIÇÃO DE JANELAS
TERMICAMENTE EFICIENTES

Nome: Victor Moura Bussolotti
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 11/03/2020
Orientador:

Nome Papelordem crescente
Edna Aparecida Nico Rodrigues Orientador

Banca:

Nome Papelordem crescente
Edna Aparecida Nico Rodrigues Orientador
Cynthia Marconsini Loureiro Santos Examinador Externo
Jarryer Andrade de Martino Coorientador

Resumo: As mudanças climáticas têm sido investigadas pela comunidade científica nas
últimas décadas e o consumo energético para climatização e iluminação é um
dos responsáveis pelos danos causados ao planeta. Soluções que busquem
formas de minimizar os impactos ambientais causados pela ação humana são
relevantes e necessárias. Propor edificações capazes de minimizar este
consumo, por meio de estratégias eficientes para reduzir a demanda energética
na busca por conforto térmico são ações necessárias. As janelas, como um dos
componentes da edificação responsável pelo consumo de energia, ao regularem
a entrada de luz e vento, constituem-se num elemento importante para a
obtenção da eficiência energética. No entanto, os modelos de janela têm
negligenciado componentes importantes para a manutenção do conforto e,
consequentemente, menor consumo energético. Os sistemas generativos
surgem como aliados, propondo uma relação do projetista diretamente com o
sistema, usando recursos de computador para auxilia-los e automatizando
partes do processo projetual. O principal objetivo foi propor janelas termicamente
eficientes por meio de algoritmos evolutivos em um sistema parametrizado. A
metodologia dividiu-se em cinco partes. Inicialmente fez-se a definição e
caracterização do objeto de estudo, depois a apresentação dos fatores físicos, a
definição e uso do software para parametrização das esquadrias, a configuração
do modelo do sistema generativo que foi simulado e, por fim, a representação
dos resultados. A análise de resultados foi feita comparando-se o percentual de
tempo de conforto térmico no interior de ambientes atendidos por janelas
dimensionadas segundo o Código de Obras do município de Vitória, a NBR
15.575 e o RTQ-R, com a janela otimizada pelos algoritmos evolutivos, segundo
modelos de conforto adaptativo e PMV propostos pela ASHRAE 55. Os
resultados demonstraram que: as janelas geram diferentes níveis de conforto
aos usuários; os parâmetros simulados influenciam no desempenho térmico da
edificação e; os algoritmos melhoraram as situações simuladas. Por isso, fica
evidenciada a necessidade de proposição de janelas adequadas, gerando
edificações eficientes e proporcionando mais conforto aos usuários.

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910