PARÂMETROS para Certificação Energética de Edificações de Valor Histórico e Cultural

Nome: Bruna Perovano Sirtuli
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 05/03/2020
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Edna Aparecida Nico Rodrigues Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Cristina Engel de Alvarez Examinador Interno
Edna Aparecida Nico Rodrigues Orientador
Nelson Pôrto Ribeiro Examinador Externo

Resumo: A eficiência energética tem se tornado cada vez mais um assunto discutido na
sociedade e na comunidade científica. No entanto, os estudos que relacionam esse
tema às edificações históricas ainda são poucos, se comparados aos edifícios
contemporâneos. Contudo, o potencial de redução no consumo de energia para
prédios históricos é considerável, e pode auxiliar nas metas de eficiência energética
globais. Essa pesquisa teve como objetivo propor parâmetros visando o
aprimoramento da INI-C, voltados para a avaliação da eficiência energética de
edificações de valor histórico e cultural. Para isso foi realizado um recorte entre os
bens tombados na cidade de Vitória – ES, de forma a abarcar todos os métodos
construtivos históricos, o que resultou em quatro edifícios. As edificações
selecionadas foram: o Palácio Anchieta, a Escola Estadual de Ensino Fundamental
e Médio Maria Ortiz, a sede da Superintendência do Instituto do Patrimônio Histórico
e Artístico Nacional – IPHAN no Espírito Santo e o Museu Solar Monjardim. A
metodologia adotada na pesquisa contou com sete etapas: (1) definição das
edificações; (2) levantamento de dados referentes aos edifícios com a identificação
dos métodos construtivos empregados, bem como o cálculo das propriedades
térmicas das técnicas construtivas predominantes; (3) etiquetagem de eficiência da
envoltória das edificações utilizando-se o método prescritivo proposto no RTQ-C; (4)
criação e configuração dos modelos virtuais dos edifícios, com o auxílio do programa
de simulação computacional DesignBuilder, versão 3.4.0.401; (5) calibração dos
modelos; (6) realização da etiquetagem de eficiência da envoltória das edificações
utilizando-se o método de simulação proposto pela INI-C e (7) estabelecimento dos
parâmetros para etiquetagem energética de edificações históricas, voltados para a envoltória, e posteriormente a realização uma nova etiquetagem com o mesmo método, utilizando-se os parâmetros propostos. As técnicas construtivas estudadas foram a pedra e cal, o pau a pique e o tijolo cerâmico maciço. Os resultados apontaram que as etiquetagens com o RTQ-C obtiveram os mesmos níveis de eficiência para todas as edificações; as realizadas com a INI-C alcançaram etiquetas diferenciadas, assim como as efetuadas com os parâmetros propostos, sendo que estas apresentaram resultados mais condizentes com a realidade das edificações históricas.

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910