DICOTOMIAS ENTRE OS CURSOS HÍDRICOS E O MEIO URBANO:
O CASO DO CANAL DA PASSAGEM – VITÓRIA/ES

Nome: Evelyn Machado dos Santos
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 27/03/2019
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Milton Esteves Junior Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Milton Esteves Junior Orientador

Resumo: O trabalho se concentra nas relações entre cidade e rede hídrica, principalmente no que tange às dicotomias observadas nesta relação ao longo dos processos de urbanização, evidenciando as contradições envolvidas. Como objeto empírico, aborda-se o Canal da Passagem (Vitória - ES), em específico o trecho que vai de sua foz, na orla de Camburi ao bairro de Santa Martha, à montante do curso.
Verifica-se que durante os processos de expansão urbana do município houve a
transformação de muitos elementos e características naturais, em especial seus cursos hídricos. Analisa-se a perspectiva histórica, os índices demográficos e sua relação com dados urbanísticos, discutindo a relação dicotômica entre dados díspares em localidades vizinhas. Diante da identificação dos poucos pontos de acesso público ao canal, que tem suas margens massivamente ocupadas por edificações privadas, são feitas reflexões acerca de conceitos de territorialidade e poder, assumindo a forma de controle exercida nas margens. Por fim, a partir da análise das dicotomias identificadas, o trabalho discute possibilidades para o resgate e a incorporação dos rios ao cotidiano diante de novas diretrizes e estratégias, servindo como base para políticas voltadas ao resgate dos cursos
hídricos degradados.

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910