Sustainable urban communities

Summary: Quando o tema é “sustentabilidade”, a maioria das pessoas inevitavelmente associa às questões caracteristicamente ambientais relacionadas à finitude dos recursos naturais. Por sua vez, os “especialistas” atualmente já não desassociam o conceito das dimensões sociais/culturais e econômicas, e um percentual relevante também incorpora a dimensão política em seus estudos. No entanto, poucos são os que consideram como objetivo para a cidade sustentável os requisitos vinculados à qualidade de vida no que se refere à satisfação e bem-estar – e porque não dizer, nível de felicidade? – de seus cidadãos. Nesse sentido, pode-se afirmar que o que se busca com a cidade sustentável, em última instância, é a felicidade de seus ocupantes.
A partir dessa afirmativa, o questionamento que direciona esse projeto é: que ações devem ser incentivadas para que a busca da sustentabilidade nas cidades efetivamente reverbere na melhoria da qualidade de vida de seus usuários, e na consequente elevação do nível de satisfação com o lugar onde vivem?
A rede temática URBENERE, iniciada efetivamente em 2015 com suporte financeiro do CYTED (Programa Iberoamericano de Ciencia yTecnologia para el Desarollo) visa a transferência de conhecimento e de tecnologias, bem como a elaboração de estratégias, para o desenvolvimento de bairros urbanos energeticamente sustentáveis para os diversos “stakeholders” (comunidade técnico-científica, empresas, decisores políticos e sociedade em geral).
A equipe da UFES é uma dos 11 grupos pertencentes à Rede, funcionando também como vice-coordenadora
Os principais temas abordados através de projetos/subprojetos vinculados aos programas PIIC, PPGAU e PPGEC são: mobilidade urbana, clima urbano, indicadores de sustentabilidade, retrofit, desempenho térmico e luminoso em edificações, marketing da sustentabilidade, materiais, qualidade do ar interior, entre outros.
Adicionalmente, também são desenvolvidos estudos específicos, como os relacionados à Antártica, considerando que o conceito de uma Estação Científica se aproxima – tanto em relação ao tipo de ocupação como à logística necessária ao seu funcionamento – ao de uma pequena comunidade.

Starting date: 2017-02-01
Deadline (months): 36

Participants:

Rolesort ascending Name
Student Master * Carolina Simões Roccon
Student Master * Laiz Reis Leal
Student Master * Lohane Barcelos Palaoro
Student Master * Lívia Campos Salzani
Student Master * Rhaina Fornaciari

Pages

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910